fbpx

Minha vó tinha: Banqueta “tampa de guaraná”

As banquetas Astra são os itens mais antigos da linha de Utilidades Domésticas

Em 1977, foi criada a primeira banqueta da Astra, produto pioneiro na linha de utilidades domésticas da empresa. A peça tinha o assento redondo, no estilo “tampa de guaraná”, e uma base também redonda, ambos em poliéster reforçado com fibra de vidro. As peças eram unidas por um tubo de alumínio anodizado que funcionava como coluna de sustentação.  

Bonita, leve e confortável, essa banqueta era comum nas reuniões de família na casa das avós, principalmente nos almoços de domingo. Em 1979, a base do assento passou a ser fabricada em polipropileno injetado, abrindo espaço para um novo modelo de banqueta.

O fim da banqueta “tampa guaraná”:
Com a produção de banquetas plásticas da Astra, mais modernas, práticas e com design diferenciado, que estão no mercado até os dias de hoje, tornou-se inviável a produção da banqueta “tampa de guaraná”, que foi tirada de linha em junho de 1983.

Se sua avó não tinha o a banqueta “tampa de guaraná” em casa, você pode encontrar uma peça exposta no Museu Astra.

Museu Astra:
Rua Professor José Leme do Prado, 85 – Jardim Primavera.
Visitação pública: segunda a quinta, das 7h30 às 16h30, e as sextas, das 7h30 às 15h30.

Minha vó tinha: Banqueta “tampa de guaraná”

As banquetas Astra são os itens mais antigos da linha de Utilidades Domésticas

Em 1977, foi criada a primeira banqueta da Astra, produto pioneiro na linha de utilidades domésticas da empresa. A peça tinha o assento redondo, no estilo “tampa de guaraná”, e uma base também redonda, ambos em poliéster reforçado com fibra de vidro. As peças eram unidas por um tubo de alumínio anodizado que funcionava como coluna de sustentação.  

Bonita, leve e confortável, essa banqueta era comum nas reuniões de família na casa das avós, principalmente nos almoços de domingo. Em 1979, a base do assento passou a ser fabricada em polipropileno injetado, abrindo espaço para um novo modelo de banqueta.

O fim da banqueta “tampa guaraná”:
Com a produção de banquetas plásticas da Astra, mais modernas, práticas e com design diferenciado, que estão no mercado até os dias de hoje, tornou-se inviável a produção da banqueta “tampa de guaraná”, que foi tirada de linha em junho de 1983.

Se sua avó não tinha o a banqueta “tampa de guaraná” em casa, você pode encontrar uma peça exposta no Museu Astra.

Museu Astra:
Rua Professor José Leme do Prado, 85 – Jardim Primavera.
Visitação pública: segunda a quinta, das 7h30 às 16h30, e as sextas, das 7h30 às 15h30.